MELASMA

Características principais e sintomas

 

O Melasma caracteriza-se pelo surgimento de manchas escuras e irregulares localizadas principalmente no rosto, podendo aparecer também em locais como colo e braços.

 

Mulheres de pele morena e negra são mais suscetíveis a apresentar melasma, uma vez que possuem mais pigmentos, contudo, o melasma também pode surgir em homens. Os sintomas são o aparecimento das manchas, indolores, geralmente em locais como maçãs do rosto, buço e nas têmporas. 

 

 

Causas

 

Há fatores que são considerados relevantes para o aparecimento do melasma, embora a causa ainda não esteja totalmente esclarecida. Entre esses fatores importantes para a presença da doença está à exposição solar e as alterações hormonais durante a gravidez, reposição hormonal e o uso de anticoncepcional, além de predisposição genética.

 

Alguns cuidados importantes para portadores de Melasma

 

  • É importantíssimo evitar ao máximo a exposição ao sol. 

  • É fundamental usar diariamente filtro solar com fator mínimo de 30 e com proteção contra os raios ultravioletas A e B – UVA e UVB. O ideal é usar filtro físico, o mesmo usado em bebês. Pois eles são bloqueadores e protegem mais que os filtros químicos.

  •  Quando for inevitável à exposição ao sol fazer uso também de barreiras físicas como chapéus e roupas com proteção solar.  

  • O tratamento prescrito pelo dermatologista deve ser seguido até o final para que tenha bons resultados na diminuição e clareamento das manchas. E é fundamental acompanhamento constante para monitoramento. 

Diagnóstico e Tratamento
 
O diagnóstico é clínico e o melasma pode ser superficial ou profundo. Deve ser diferenciado de hiperpigmentações causadas, por exemplo, por uso de medicamentos, como tetraciclina. O melasma não tem cura total, mas um tratamento adequado, envolvendo diversas medidas para clarear e controlar as manchas. O acompanhamento frequente com um médico dermatologista pode amenizar o aspecto das manchas e ajudar a evitar o surgimento de novas. O tratamento pode ser realizado com o uso de clareadores tópicos, aplicação de peelings e o uso de técnicas avançadas de lasers e outras tecnologias, modalidades estas que exigem cuidados e conhecimentos avançados do médico na hora da aplicação para não gerar mais pigmentação. O tratamento do melasma pode ser longo por conta das diferentes abordagens e requer entendimento do paciente sobre a necessidade de evitar a exposição ao sol e fazer uso diário de proteção solar, principalmente no local das manchas.

 

 

 

 

Mais informações sobre Melasma:

http://www.sbd.org.br/doencas/melasma/ 

Eliandre Palermo Dermatologia

Fato importante : 

Quem tem melasma precisa evitar a exposição solar e calor excessivo.