PSORÍASE

Características principais e sintomas

 

As principais manifestações da psoríase são por meio de lesões na pele, sendo as mais comuns manchas ou placas avermelhadas ou rosadas, que podem afetar apenas algumas partes do corpo, como cotovelos, joelhos e couro cabeludo, ou fissuras e rachaduras em locais como palma da mão e nos pés. A psoríase pode ser classificada como leve, moderada ou severa, sendo que neste último caso as lesões podem ocupar várias regiões  do corpo. As lesões inflamatórias ainda podem apresentar escamações esbranquiçadas ou pústulas e estarem acompanhadas de coceiras, inchaço e dor.  

 

Estimativas apontam que no Brasil cerca de 2% da população pode sofrer com o problema, que afeta igualmente homens e mulheres, principalmente na faixa etária entre 20 e 40 anos. A psoríase não é contagiosa, mas pode afetar significativamente a qualidade de vida dos seus portadores, uma vez que gera ou agrava o estresse emocional por conta da aparência das lesões. 

 

 

 

Causas

 

Ainda não há comprovação científica sobre as causas da psoríase, embora estudos demonstrem a origem em predisposições genéticas, presente em cerca de 40% dos casos, bem como associações com outras doenças, como obesidade, alcoolismo, tabagismo, pressão alta, infecções e depressão, além de estresse emocional, que debilita o sistema imunológico, e uso de alguns medicamentos – esses fatores podem desencadear ou agravar a psoríase. Algumas condições climáticas, como baixa umidade do ar e frio, também podem desempenhar papel relevante no surgimento e agravamento da doença.

  

Diagnóstico e Tratamento

 

A psoríase pode se manifestar de diferentes formas e é fundamental uma avaliação médica para analisar as lesões e determinar o melhor tratamento, que pode incluir desde adoção de cuidados no dia-a-dia até medicações orais, tópicas ou injetáveis, além de sessões de fototerapia (aplicação de luz ultravioleta). Embora ainda não tenha cura completa, a psoríase tem tratamento e, uma vez tratada corretamente, os sintomas podem regredir e até mesmo desaparecer. 

 

Fato importante: 

Psoríase não é contagiosa!

Alguns cuidados importantes para portadores de Psoríase

 

  • Evitar banhos quentes e utilizar sabonetes e shampoos neutros ou indicados pelo médico dermatologista;

  • Evitar fricções nas lesões e dar preferência às roupas mais folgadas e de tecidos naturais. 

  • Evitar o consumo de álcool e dar preferência para uma alimentação mais saudável.

  • O estresse pode agravar ou desencadear a doença, razão pela qual é importante manter atividades que possam ajudar a combater tensões cotidianas ou contar com ajuda terapêutica. 

  • De forma moderada, e com orientação médica, a exposição ao sol pode ser benéfica aos portadores de psoríase.

 

 

Av. São  Gualter 615, Alto de Pinheiros - São Paulo -SP

consultorio@eliandre.com.br

Tel: 11-3021-2104 | Fax: 11-3023-4832

 

Responsável técnico:

Dra. Eliandre Palermo

CRM:78723  RQE:27332