ROSÁCEA

Características principais e sintomas

 

A rosácea manifesta-se essencialmente na face e tem diversos estágios para as lesões inflamatórias, que podem se diferenciar em homens e mulheres, estas mais suscetíveis à doença. No estágio inicial a característica é a vermelhidão, principalmente no centro do rosto, na região das bochechas.

 

As áreas vermelhas apresentam aumento de vasos sanguíneos e, conforme o agravamento da doença, podem surgir lesões como pápulas e pústulas, além de inchaço. A pele fica sensível à fatores externos, como vento, e também ao uso de cremes, loções e maquiagens.

 

No agravamento da doença pode haver também o aparecimento de lesão nos olhos, a rosácea ocular, inflamação que atinge cerca de 50% dos portadores da doença. Mais comum nos homens, a rosácea pode ainda desencadear o surgimento da rinofima, problema caracterizado pelo aumento do tamanho do nariz e mudança em sua aparência. 

 

Além das questões estéticas, que podem interferir na qualidade de vida da pessoa, a rosácea pode trazer danos à saúde, por exemplo, levando à perda da visão, portanto, é uma doença que precisa de diagnóstico correto feito por um médico dermatologista e tratamento adequado, conforme cada caso, o quanto antes

 

Causas

 

Não há certezas sobre a causa da doença, mas há associações à predisposições genéticas, questões emocionais e influência de fatores externos. A rosácea afeta principalmente pessoas de pele clara e com tendência a ficar com as bochechas rosadas com facilidade. Problemas emocionais, como estresse, hormonais, e até condições climáticas, como oscilações de temperatura – muito quente ou muito frio – podem desencadear e agravar a rosácea.

Diagnóstico e Tratamento
 

O diagnóstico da rosácea é clínico e deve ser feito por um médico dermatologista. Ainda não há cura definitiva para a doença, mas é possível controlá-la com tratamento adequado, que pode envolver o uso de medicações tópicas e orais, aplicação de laser e luz intensa pulsada e outras terapias. É importante estabelecer uma rotina de cuidados constantes para evitar as crises agudas e o agravamento do problema, além de acompanhamento regular com o dermatologista. 

 

 

 

 

Mais informações sobre Rosácea:

http://www.rosacea.org/ 

Alguns cuidados importantes para portadores de Rosácea

 

Quem tem rosácea precisa estar atento cotidianamente para evitar situações que possam desencadear ou agravar a doença, por exemplo:

 

  • Evitar exposição ao sol. Usar sempre proteção solar  diariamente, mesmo em dias nublandos. 

  • Não usar cremes ou cosméticos sem indicação médica, pois alguns componentes podem irritar a pele e agravar a doença. 

  • Evitar banhos quentes, saunas ou ambientes muito quentes. 

  • Evitar alimentos picantes e bebidas alcoólicas. Muitas pessoas com rosácea têm relatos de piora no quadro da doença a partir da ingestão de alguns alimentos, observe no seu cotidiano se isso acontece e, caso sim, procure evitar esses alimentos no dia-a-dia.    

  • Controlar o estresse.

 

 

 

Fato importante : 

Se não tratada corretamente, a rosácea pode trazer sequelas à saúde como alterações oculares graves. É possível controlar a doença. 

 

Eliandre Palermo Dermatologia